Skip to main content

Série Loja-Milagre- Gerar Novidades sem Investir-Dr Gestão #10

Acredito que o que mais limita nossos avanços e investimentos na loja é o fator financeiro. Até por que a palavra investimentos nos leva a pensar em gasto de dinheiro com estes fins. Já pensou em como seria bom gerar novidades sem investir nem um centavo? Seria um milagre não? Pois bem, o tema de hoje é exatamente sobre isso: Como gerar novidades sem investir.

Todos sabemos que loja cheia atrai mais clientes, parece que qualquer comércio que tiver com um pouco de fila ou esteja literalmente cheio de compradores funciona como um imã para novos clientes. A mentalidade do cliente nesta hora é “Se tem tantas pessoas dentro da loja é por que deve estar acontecendo algo bom”.  Logo, todos queremos ter muitos clientes em nossas lojas.

Em contrapartida uma loja vazia serve como um verdadeiro repelente de clientes, se entrar um único comprador na sua loja é provável que entre mais 1 ou 2. Isto ocorre por que os seus consumidores não querem ser o centro das atenções da loja, ninguém gosta de estar no centro dos holofotes.

O que fazer?

Infelizmente não há nada a fazer em relação aos momentos de loja vazia, mas é possível compensar a falta de vendas desta catástrofe comercial durante os períodos de cheias. Quando sua loja está lotada você não irá parar de vender, após sair um cliente satisfeito entra mais dois necessitando que você sacie seus desejos.

Lógico, caso você não aproveite estes momentos que sua loja está cheia, em breve você estará em maus lençóis. Não desperdice a chance de cativar seus fregueses e saciar os seus desejos, pois cada cliente que você conquistar neste dia é mais um que irá frequentar sua loja mensalmente.

Ou seja, não se preocupe com os momentos de loja vazia, apenas procure contrabalancear nos outros períodos.

Mas o comércio anda fraco…

O fato da economia estar em baixa não é realmente um grande problema para você lojista. Claro, seus lucros irão diminuir, afinal você venderá menos, mas é nessa hora que sua gestão mostrará serviço. Em épocas de vacas gordas é fácil, agora gerenciar nas dificuldades é apenas para os maiores clientes e as maiores marcas, se você é uma delas então tenho certeza que mesmo na crise você irá crescer.

Algumas atitudes contribuem para vender nessas épocas, principalmente comportamentais. Seu cliente está com na crise assim como você, se ele entrou na sua loja é por que precisa comprar algum produto que você tem e o modo como você irá trata-lo terá grande influência na efetivação desta compra.

Como abordar o cliente

Primeiro, evite chama-lo de senhor ou senhora, todas as lojas utilizam estes títulos sem nem imaginar que muitos consumidores não gostam muito destes termos.

Na hora de abordar, diga um bom dia, faça uma analise rápida no cliente para ver se descobre seus gostos. Atualmente é muito fácil saber se aquela pessoa que está na sua loja gosta de alguma série ou banda, basta olhar suas vestimentas ou ainda as suas expressões diante de uma peça.

Se o cliente está olhando camisetas de game of thrones, provavelmente ele gosta da série, esta informação pode ser utilizada na hora de abordar o cliente e muitas vezes é esta ação que confirma a compra.

Uma abordagem mais passiva, menos direta no sentido da compra sempre é bem vinda. Se você falar “Bom dia, posso fazer algo para contribuir com sua escolha?” ou mesmo um “Vejo que você gosta dos vingadores, se importa se eu te mostrar outros produtos que eu tenho certeza que irão chamar sua atenção?”.

O grande objetivo é ser apenas o intermediador entre o freguês e a compra. Se ele gostar do ambiente da loja e o modo de tratamento dos vendedores, vai sem dúvida voltar a sua loja e será fiel a ela.

Loja parada

Como já falei, o cliente detesta ser o centro das atenções e não quer entrar em uma loja e ter todos os vendedores olhando para ele. Enquanto um dos seus funcionários atende o comprador, os demais devem estar interagindo com a loja, colocando cartazes, movimentando peças entre outros.

Deste modo o cliente vê que a loja tem movimentação, ele cria uma imagem de que sua loja está super ocupada cheia de afazeres, que mesmo que esteja sem clientes é uma condição temporária. Para ser uma loja assim então ela é boa, deve levar a qualidade dos produtos muito a sério. Isso contribui muito para que o cliente compre.

Garantindo a fidelidade

Para completar este milagre sem custo de investimento, no final da compra tente pegar dados de contato do cliente, email, data de nascimento, produtos que chamam a atenção dele e etc.

Assim você pode criar uma interação direta com o seu cliente, mas cuidado por que dependendo da forma como você faça, estará se tornando um importuno para seu cliente.

Fazer promoções de compras contínuas também é útil, por exemplo, “a partir da terceira venda tem um desconto de 30%” ou ainda “Se comprar uma calça ganha 50% de promoção em uma cueca”.  Isso faz o seu consumidor ir mais vezes na sua loja, ele sente que está ganhando.

Para resumir, o grande segredo de você ter um milagre de crescimento sem precisar fazer altos investimentos e sem ter um custo elevado sobre sua loja: Mude a maneira de tratar o seu cliente.

Luiz Roberto Saraiva

Luiz Roberto Saraiva em Gestão da Indústria de Confecção
Sou natural da Tijuca, no Rio de Janeiro. Tenho 47 anos, sou graduado em Administração de Empresas pelo Senai/Cetiqt e possuo pós-graduação em Logística Empresarial pela Funcefet. Depois de mais de 19 anos de atuação profissional, posso dizer que sou simplesmente apaixonado pelo mundo da indústria têxtil e de confecção do vestuário.