Skip to main content

Quais os 5 maiores desafios no mercado de confecção de roupa

Na maior parte das vezes, o mercado da confecção está em alta, até porque todos nós vemos as peças de vestuário como um dos itens mais básicos do nosso dia a dia. Apesar disso, como estamos falando de um mercado muito amplo, os desafios são grandes, e precisa saber lidar com eles para consolidar a sua empresa diariamente.

Os desafios são tão grandes que muitas vezes colocam as empresas em um risco de falência muito elevado. Nesse artigo exploraremos quais são esses desafios, e como poderemos contorná-los, de forma a que a sua empresa rume ao sucesso!

Concorrência, muitas vezes, desleal

Esse é, sem dúvida, um dos maiores desafios que encontra no mundo da confecção de roupa. A concorrência é severa, e muitas vezes desleal.

Hoje em dia é muito comum vermos outros mercados dominando o setor, especialmente dos países asiáticos, muito em particular a China.

Como sabemos, o mercado chinês da confecção de roupa pratica preços muito mais baixos, e sempre vão de encontro com as tendências da moda. Como eles detêm alta tecnologia, uma produção rápida, e mão de obra muito barata, conseguem uma grande parte do mercado das confecções.

Apesar de desleal, não podemos fugir dela! Este caso em particular ainda é mais agravado pelo aumento da qualidade das peças produzidas pelos asiáticos. Enquanto há uns anos os produtos tinham uma qualidade bem inferior, hoje em dia a qualidade das peças é muito melhor, e o preço se manteve.

E é exatamente por essa razão que as empresas nacionais têm enfrentado sérias dificuldades em se manterem abertas.

Sustentabilidade

O fato da sustentabilidade deve estar sempre em um patamar de grande prioridade nos dias de hoje. Tem de ter em conta que os impactos ambientais são reais, e a produção de artigos de vestuário têm um peso grande.

Atualmente as preocupações com o ambiente são muito grandes, e cada vez mais pessoas têm isso em conta na hora de comprar o seu vestuário.

Muitas delas deixam de comprar as peças em empresas que não atendam às necessidades ambientais.

Funcionários qualificados e capazes

Em qualquer ramo empresarial, ter funcionários qualificados e capazes é crucial para obter bons resultados. No ramo da confecção isso não é exceção. É fundamental que tenha funcionários preparados e habilidosos. O setor exige um trabalho árduo e rápido.

No entanto, especialmente no setor da confecção de roupa, a dificuldade em encontrar os funcionários certos é cada vez maior. Falamos em diversas áreas: desde costureiras, aos gerentes.

Diferenciação das peças

É muito comum ver peças de roupa idênticas, com os mesmos modelos. No entanto, essa pode ser a solução para uma empresa.

Vejamos, a dificuldade em diferenciar as peças de roupa, de marca para marca, faz com que todas aquelas que sejam realmente diferentes garantam o seu lugar no mercado.

Cada vez mais existe uma tendência para buscar peças de vestuários diferentes, quer nos modelos, quer na confecção.

Ou seja, as empresas que ficam apenas copiando os modelos já existentes acabam ficando para trás, dando espaço para as empresas que apostam na criatividade e inovação.

Mas qual é o desafio aqui? O grande desafio está em ter profissionais capazes de criar peças diferenciadas, mas com a mesma qualidade, e o mesmo preço acessível.

Movimentação do mercado

O mercado da moda é dos que mais muda durante o ano. Existem até algumas marcas que trabalham com 9 coleções por ano. Essa movimentação do mercado rápida acaba atrasando a confecção, que busca se manter a par das tendências, mas para isso necessita aumentar o ritmo de produção.

Hoje em dia, quem se limita a 4 coleções por ano, perderá lugares para as restantes, pois não chega para acompanhar todas as tendências de mercado.

Luiz Roberto Saraiva

Luiz Roberto Saraiva em Gestão da Indústria de Confecção
Sou natural da Tijuca, no Rio de Janeiro. Tenho 47 anos, sou graduado em Administração de Empresas pelo Senai/Cetiqt e possuo pós-graduação em Logística Empresarial pela Funcefet. Depois de mais de 19 anos de atuação profissional, posso dizer que sou simplesmente apaixonado pelo mundo da indústria têxtil e de confecção do vestuário.