Skip to main content

Confecção de Uniformes Profissionais, como montar?

 Para quem quer realmente montar uma confecção de uniformes profissionais, é crucial que aposte no planejamento, até porque não se trata de um produto sazonal. Toda empresa precisa de uniforme profissional.

As empresas estão à procura de uniformes que possam vestir bem seus funcionários, proporcionando conforto, mas também uniformes que sejam duradouros.

É muito comum as empresas acordarem um contrato de venda dos EPI (equipamento e proteção individual) juntamente com os uniformes. Estes contratos implicam durabilidade e fidelidade, ou então um desconto para as empresas que produzem os uniformes necessários para o desempenhos de seus funcionários.

Passou o tempo que eram enxergados com qualidade ruim. Houve muitas evoluções, e hoje em dia alguns profissionais escolham até o tecido, muitas das vezes o tamanho é adaptado ao tamanho do mesmo, dependendo do setor que vai trabalhar.

Analisando o mercado rapidamente, nos permite ver que existe uniforme de excelente qualidade, e por isso contribui positivamente a imagem da empresa na qual o funcionário trabalha, seja dentro ou fora da corporação. Aqui, daremos algumas dicas de como montar uma confecção de uniformes profissionais.

Localização ideal para sua empresa

A localização de uma empresa é crucial para o negócio, principalmente para efeito de logística, no caso de confecção de uniformes profissionais.

O fornecimento de materiais poderá ser beneficiado, ou prejudicado, dependendo de onde a sua empresa está localizada, e como tal é um dos fatores que influenciarão no preço para aquisição de materiais.

Mas como qualquer outro empreendimento, sempre o foco será o negócio final, que é a venda do seu produto ou serviço, nesse caso de uniformes profissionais. Se o mix de variedades de uniformes for grande, o ideal é ter um local de fácil acesso para clientes e fornecedores.

Porém, se considerar a venda específica de alguns uniformes para profissões específicas, o correto é poder ter na cartela diversas empresas, ou uma corporação enorme que precise dessa demanda em sua proximidade.

O que digo é que, se for vender uniformes para área médica, como por exemplo: médicos, enfermeiros, cirurgiões, hospitais, clínicas, o ideal é que a sua corporação esteja próxima dessas clínicas e desses hospitais.

O mais próximo da realidade seria não manter um foco tão contundente na confecção de uniformes, a não ser que possa estreitar uma parceria e com isso firmar um contrato com alguma corporação enorme que dure esse casamento por longos anos.

No entanto, é fato que o negócio de uniformes que atenda empresas atinge uma grande variedade de clientes, tais como:

  • fábricas,
  • condomínios,
  • serviços
  • empresas de segurança, tanto públicas quanto particulares
  • indústrias,
  • bancos
  • hospitais.

Em empresas públicas, usar uniforme, na sua grande maioria, é obrigatório, mesmo sendo uma forma de venda feita através de licitações, que gera um bom lucro.

Coloque a sua empresa na frente

Para obter melhores contratos, ou maior respeito do seu cliente, adéque a real necessidade do mesmo. Adaptando ao seu gosto e a algumas normas, e até mesmo a customização de uniformes padronizados para empresas específicas.

Mas que os uniformes obrigatórios não deixem os requerimentos legislativos, não existe nenhum problema para a inserção de alguns pontos customizados do uniforme.

As corporações que solicitem modificações, precisam, no entanto, estar de acordo com as legislações vigentes, e não podem solicitar nada que possa ser retirado de sua padronização estabelecidos por lei.

Oferecer uniformes com variações de cores, tecidos, modelos, e algo diferenciado para aquele cliente, pode contribuir trazendo uma clientela nova que exige conforto e durabilidade durante o trabalho.

Preparação para o investimento

Não tem como abrir uma confecção de uniformes profissionais sem antes saber o real valor de investimento, assim como saber o local mais propício, e qual será a especialidade do público, o que essa empresa quer atingir, e também a necessidade de investir para inicialmente se firmar no ramo que escolheu.

Ouvimos muitas vezes dizer “quero montar uma confecção de uniformes profissionais”, é importante ter esses pontos na sua mente. É um bom nicho de mercado, mas claro necessita ter cautela na hora de investir.

Luiz Roberto Saraiva

Luiz Roberto Saraiva em Gestão da Indústria de Confecção
Sou natural da Tijuca, no Rio de Janeiro. Tenho 47 anos, sou graduado em Administração de Empresas pelo Senai/Cetiqt e possuo pós-graduação em Logística Empresarial pela Funcefet. Depois de mais de 19 anos de atuação profissional, posso dizer que sou simplesmente apaixonado pelo mundo da indústria têxtil e de confecção do vestuário.

Últimos posts por Luiz Roberto Saraiva (exibir todos)