Skip to main content

Certificado ABVTEX-Facção de Cuecas-Dr Gestão

O mundo evoluiu muito nos últimos 50 anos e uma das coisas que surgiu nesse tempo foi os selos e certificações administrados por empresas de auditorias. Não é possível ter uma empresa que vá para frente sendo um leigo neste assunto. Se informar é essencial para o sucesso de sua empresa.

Essas certificações indicam para os clientes e contribuintes se sua empresa segue certos padrões de qualidade, desempenho, responsabilidade com o meio ambiente e com a vida humana e etc. Existe muitas delas, praticamente todas certificadas por alguma norma ISO ou NBR ou ainda alguma norma internacional.

Para a área de confecção e moda existe uma essencial à qualquer empresa, facção/oficina ou loja. O famoso selo ABVTEX.  Além de famoso, importantíssimo, as grandes empresas sempre buscam subcontratar fornecedores e facções que possuem este selo. Ele garante que você não abusa dos seus funcionários com trabalho excessivo, baixa ou nenhuma remuneração, condições inumanas de trabalho e etc.

Vou falar de uma confecção que produz cuecas e sungas hoje, esta possui o Selo ABVTEX e espero que assim este importante conteúdo fique mais simplificado e visualizável. Deste modo, como que é o trabalho de alguém com o ABVTEX?

Primeiramente, existe uma série de fatores que você é avaliado para saber se realmente tem condições de trabalhar como fornecedor, um subcontratado. Dentre estes, temos qualidade da produção e segurança na área de trabalho. Esta facção trabalha como subcontratada para um grande fornecedor, sendo que este trabalha para uma magazan.

Se trata de uma facção com 14 funcionárias trabalhando na linha de produção de sungas e cuecas máster, dotadas de elástico na circunferência da cintura inteira. Esta linha de produção é completa, desde o inicio da matéria prima até o arremate e a revisão. Se trata de um raciocínio interessantes, pois neste caso, uma subcontratada do fornecedor de uma grande magazan que trabalha com selo ABVTEX, o ganho real é diretamente relacionado ao volume produzido. Maiores volumes significam maiores lucros, tendo um volume mínimo a ser produzido por mês para manter a facção.

Estou falando de uma facção aqui do Rio de Janeiro, conhecida como Lumiar confecções. Seu maquinário é o mesmo que das fábricas convencionais, máquinas colarete, overloque e no final, após estas maquinas há um setor de revisão.

A finalidade deste aprofundamento no mundo da confecção é conhecer mais sobre uma portadora do selo ABVTEX e dar inicio à mais conteúdos voltados a este importante setor do mundo da confecção do vestuário.

Luiz Roberto Saraiva

Luiz Roberto Saraiva

Luiz Roberto Saraiva em Gestão da Indústria de Confecção
Sou natural da Tijuca, no Rio de Janeiro. Tenho 47 anos, sou graduado em Administração de Empresas pelo Senai/Cetiqt e possuo pós-graduação em Logística Empresarial pela Funcefet. Depois de mais de 19 anos de atuação profissional, posso dizer que sou simplesmente apaixonado pelo mundo da indústria têxtil e de confecção do vestuário.
Luiz Roberto Saraiva

Últimos posts por Luiz Roberto Saraiva (exibir todos)